Feliz dia da criança

O dia 1 de junho assinala

Sendo este blog uma criança, escrito também por uma criança, não lembrar esta efeméride era uma enorme facada no abdómen do seu propósito, uma patada na cara nos meus ideias e um pontapé nas costas no meu orgulho (nossa que biolência).
Sejam felizes.

Anúncios

Estamos quase no verão

Apesar de o aborto ortográfico decidir que as estações do ano deixaram de se escrever com letra maiúscula, pouco ou nada muda nesta estação do ano.

Cerveja, vinho verde , espumante, sangria, gin tónico, caipirinhas e etc, escrevem-se e bebem-se todas da mesma maneira. Assim como as churrascadas e os gelados se comem da mesma maneira. E , por enquanto, ir à praia (curtir umas ondas e uns bikinis) ainda está isento de imposto. Acho que isso é motivo mais que suficiente para aproveitar este verão como se fosse o último. Sabe-se lá quando teremos de emigrar para o Canadá…

 

PS : adoro o som da palavra narsa.

Música com disquetes

No tempo em que usava disquetes frequentemente, algumas vezes me passou pela cabeça colocar músicas dentro daquele maravilhoso objecto de plástico . Os seus escassos 1.44 MB eram francamente insuficientes até para um mp3 codificado a 128kbps.

No entanto, boa música se faz com recurso ao hardware usado para ler e escrever nos floppy disks.

Dois belos exemplos :

Toma lá, Skrillex.

Oink’s Pink Palace

Tenho saudades do Oink, e do seu tema cor-de-rosa. Posso dizer que foi através dele que comecei a ouvir Música, e ganhei responsabilidade torrentistica (seed, seed, seed). Tudo coisas boas, portanto.

 

sdds oink

Rock in Rio Lisboa 2012

Estou a rir-me muito com o pessoal que , em 2012, consegue gostar de Linkin Park. Obrigado por existirem!

Falem como deve ser

Quando é que se decretou que falar em condições era foleiro? Quem é que disse por aí que diferenciar o presente e o pretérito perfeito é para parolos?

Passo a explicar :

 

Passamos é diferente de passámos.

Compramos é diferente de comprámos.

 

Deixem de ser maçarros, sim?
Grato

O meu sonho

O meu sonho é um dia fazer uns fluxogramas tão bonitos como os da bolacha.

Lady Gaga – I just don’t get it

Não entendo o fascínio que se pode ter pela merda de ‘música’ que esta senhora faz.São daltónicos dos ouvidinhos?

Bicicletas

Devia mesmo andar mais de bicicleta. Pela saúde, pela carteira, e sobretudo para poder aparecer nos blogues .

 

emofags

Achava eu que eram já uma espécie extinta, até encarar com um no comboio, esta manhã.

O sujeito envergava uma wolf t-shirt de um modelo que eu até então desconhecia, onde constava uma senhora com uma farta cabeleira preta. O sujeito tinha a franja idiota indispensável, descolorada nas pontas, para mandar extra banga. Não consegui descobrir o título do livro que estava a ler, porque não tinha, e era de capa negra, como a sua alma.